Sábado, 12 de Dezembro de 2009

Irlanda, mais uma vez (II)

A Irlanda é de facto um exemplo a seguir, mesmo quando se tornou um mau exemplo. Como o Tiago aqui diz, a Irlanda teve coragem de implementar medidas orçamentais no imediato, evitando o proliferar e alargar do risco de default (e portanto, do preço de contrair mais dívida, inevitável nesta altura).

 

A Irlanda vai cortar - leiam bem, sim, "cortar" nao é "congelar" - 6% nos salários dos funcionários públicos e vai cortar - "CORTAR" - despesas do orçamento. No total, a Irlanda vai poupar 6% no lado da despesa, ou seja, vai cortar 4 mil milhões de Euros na despesa. Ao todo, a Irlanda deve melhorar o orçamento em 7 mil milhões de Euros entre cortes da despesa e aumentos one-off de impostos. Tudo para chegar a 2013 com um défice dentro dos 3%, evitar mais downgrades no rating e permitir baixar o spread da dívida pública. 

 

Tendo em conta que Portugal tem o mesmo objectivo para o défice em 2013, parte de uma situação orçamental parecida, mas tem muito menos potencial de crescimento, alguem acredita que estamos realmente no bom caminho?

 

(e ja agora, será que os grandes investimentos públicos, para um país sobreendividado é a solução ? não aprenderam nada com o subprime americano (contrair dívida para pagar dívida...)? 

 

Valha-nos o Euro e a Alemanha.

publicado por Carlos Martins às 14:15
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 10 de Dezembro de 2009

Irlanda, uma vez mais

Por mim não tarda nem mais um segundo. É que vai sendo reconhecido, por políticos e economistas, que o problema português se encontra no descanso que se dá à despesa para vegetar numa engorda progressiva à custa da receita, toda ela cozinhada pelo contribuinte. Diz-se, supostamente por quem percebe da coisa, com alguma unanimidade, que o corte na despesa é o caminho. Fazem, no entanto, aqueles que deviam ter coragem para pôr em prática essa unanimidade, exactamente o contrário. Por isso, é que o exemplo corajoso da Irlanda é notável. Mas, infelizmente, impraticável por cobardes que têm mais língua do que bom senso. Se o crescimento excepcional da Irlanda não serviu de exemplo para ninguém, era o que faltava estarmos agora a imitar-lhes a coragem.

publicado por Tiago Loureiro às 16:14
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
contacto | twitter

autores

pesquisar

 

blogues dos nossos

mais comentados

últ. comentários

Você está ansioso para comprar para salvar a vida ...
Eu preciso de um crédito urugente entre particular...
Olá,Aviso aos meus clientes gentis, o endereço de ...
Grave e honesto em 72hVocê precisa de um empréstim...
Dia bomSe você é homem de negócios ou mulher? Se v...
Solicite um empréstimo rápido e conveniente para p...
Você quer comprar um rim? ou quer vender seu rim??...
Olá Você precisa de um empréstimo, empréstimo ...
Oláoferta de empréstimo de dinheiro rápido entre p...
Olá.Não se preocupe Mais para o seu pedido de empr...

arquivos

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

tags

todas as tags

blogs SAPO

subscrever feeds