Sexta-feira, 12 de Fevereiro de 2010

Nada de novo

Quem lê o Sol de hoje pode achar-se vítima de ataque de diversos sentimentos: indignação, vergonha, frustração, irritação... Mas, tal como ontem afirmou Lobo Xavier na Quadratura do Círculo, surpresa não é coisa que afecte quem lê aquelas sete páginas e tenha a mínima noção da realidade do país em que vive. Compadrios, influências, manobras, manipulação, enfim, a mão gorda de quem manda e acha que tudo pode - a mão imunda de um estado que nunca mais acaba e que em tudo marca presença – constantemente em acção manchando a decência e a dignidade da nossa democracia e, acima de tudo, compromentendo a nossa liberdade.

publicado por Tiago Loureiro às 16:26
link do post | comentar | favorito
16 comentários:
De Nuno Silva a 13 de Fevereiro de 2010 às 22:38
Caro blogdoluisinho,

"Caro Nuno Silva, deixe-me dizer-lhe em primeiro lugar que o tom que usa não é de todo agradável."

Não usei tom já que estou a escrever e não a falar (é muito complicado imprimir carga de "emocional" quando se escreve), mas se se sentiu ofendido, não era de todo a minha intenção! Quanto as saudações, não é meu costume deixar, como muitos bloggers não deixam e não espero que me deixem, mas se preza assim tanto deixar-lhe-ei no final.

Como comprovará com esta minha expressão "Só mesmo por cá, principalmente à esquerda", não disse que era de esquerda, disse apenas que esse sentimento sobre a parcialidade/imparcialidade dos jornais é de facto muito visível à esquerda.

Agora aos argumentos propriamente ditos.

Quanto ao primeiro, não confunda o Independent ou o Telegraph com jornais como o The Sun ou o News of the World (que tem a credibilidade que querem ter e que lhe dão, e reportando sobre escândalos sexuais na Premier League não estão a dizer mentira nenhuma e é uma noticia como todas as outros)...não sou consumidor de tablóides mas não tenho propriamente problemas com eles.

Volto a dizer o mesmo nesse tipo de jornais, é de salutar terem cor politica assumida (por cá também há, mas tem medo de dizer)...mas se quer jornais menos ligados a esse "tipo de noticias"...poderá ler em Espanha o ABC ligado ao PP e o El Pais ao PSOE...ou em França o Le Figaro, abertamente ao centro Direita ou o Le Monde, bem progressista e ao centro esquerda.

"e não houver imparcialidade que dois interesses estão em jogo, como é que o leitor sabe se está a ler uma notícia verdadeira?"

Essa questão pouco tem a ver com a imparcialidade dos jornais mas com a ética inerente a profissão. Muitos exemplos disso haverão...a RTP é do Estado e não deixa de passar noticias sobre o Face Oculta...a BBC é do Estado ingles em moldes diferentes da RTP (a BBC esta sob controlo do Parlamento) e não deixou de reportar noticias contra os deputados no caso das despesas.

"Imagine o seu clube a jogar contra um rival, e o relatador sempre a exovalhar a sua equipa, só porque é adepto do clube rival. "

Quanto a este é muito simples...se não gosto, não vejo!


Saudações



De blogdoluisinho a 15 de Fevereiro de 2010 às 00:48
Caro Nuno Silva,
Partindo do pricípio de que existe um direito de informação, reclamado e exigido tantas vezes, e com razão, pelos meios de comunicação, acho que este só é legítimo se tiver credibilidade, e só pode ter credibilidadese não sofrer influências externas.
Se os jornais reclamam um direito, não podem esquecer os seus deveres.
Se é para informar que seja com verdade, se não, para caluniar e "mexericrar, perdoem-me o estrangeirismo, mais vale estarem calados. Confundir e desinformar, não deve ser a função do jornalis, abro aqui excepção para os artigos de opinião, devidamente identificados como tal.( não para confundir e desinformar, claro!)
Sei que os jornais querem vender. (ponto) Imagine que exige a alguém com poderes superiores, aquilo que acha ser um direito seu, ao seu patrão por exemplo. E depois utiliza o seu direito, para causar dano ao seu patrão.

Não que o estado seja o patrão da comunicação social, mas ao que parece tem algum poder sobre...

Quanto à saudação é de boa educação quando nos dirigimos a alguém em particular. É como dirigir-me a si por caro, apesar de não o conhecer pessoalmente.

Saudações.


Comentar post

contacto | twitter

autores

pesquisar

 

blogues dos nossos

mais comentados

16 comentários
14 comentários
11 comentários
8 comentários

últ. comentários

Candidate-se a um empréstimo pessoal rápido e conv...
EMPRESA DE GRUPO DE EMPRÉSTIMOSVocê precisa de um ...
Olá a todos!Eu sou Maria, atualmente moro no Porto...
Caro Empregado de EmpréstimoVocê em alguma dificul...
Do You Need A Loan To Consolidate Your Debt At 1.0...
Você está ajoelhado no chão? E você é solicitado p...
Você está ajoelhado no chão? E você é solicitado p...
Muitos de nós ainda desconhecem o recente desenvol...
OláCandidate-se a empréstimo rápido e confiável de...
Olá Pessoal, Eu concedo empréstimo de todos os tip...

arquivos

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

tags

todas as tags

blogs SAPO

subscrever feeds