Quarta-feira, 16 de Dezembro de 2009

O importante são os MAGALHÃES!

A Comissão Europeia diz que houve violação das regras de concorrência? Foram desrespeitadas as normas da contratação pública? Foram usados dinheiros indevidos para financiar os Magalhães? Foi criada uma "Fundação-Fantasma" para servir de intermediária de pagamentos? Pois, isso até pode ser tudo verdade... mas a ver pelas declarações da CONFAP, os pais não querem saber. Querem é Magalhães para as criancinhas! Concurso-Público??? Naaaa! Isso é um "entrave". Um verdadeiro atraso de vida... e os menino precisam do Magalhães para o Natal!

"A Confederação Nacional das Associações de Pais (Confap) teme que a abertura do concurso internacional para os portáteis dos alunos do 1.º ano possa ser um entrave à sua aquisição. Se houver impugnação do concurso as crianças poderão nunca receber o computador, avalia Albino Almeida. “Se se atrasar, é mais um ano perdido”, diz”. In Publico

E viva o país do Palhaço!!!!!
publicado por Beatriz Soares Carneiro às 09:07
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De José Filipe Soares a 16 de Dezembro de 2009 às 10:51
Bem Beatriz, tinha que ser contigo que me iria estrear nos comentários no Golpe de Estado. É algo que já estava a prever :)
De facto concordo contigo no que diz respeito à forma como decorreu todo o processo de atribuição do e-escolinhas ao grupo JPSC. E não falo apenas na concepção e desenvolvimento mas também na parte de assistencia técnica, que, de resto, é aquela que conheço melhor.
Não digo mal do equipamento em si, que até é razoável comparativamente aos seus pares no mercado. Agora, acho que há em todo este processo duas coisas:
1º - A falta de liberdade de escolha... é o Magalhães e ponto final (podia o utilizador escolher uns cinco ou seis equipamentos com a possibilidade de download de software num qualquer portal de net através de um acesso unico e codificado);
2º - Todo o proteccionismo que se dá a uma grande empresa de distribuição enterrando cada vez mais o sector de retalho IT que anda pelas ruas da amargura. Podia o beneficiário dirigir-se a um lojista e, mediante a apresentação de um cheque-computador, poder escolher o seu equipamento, pagando depois o estado a esse mesmo lojista.
A cada dia que passa há mais empresas tecnológicas a fechar porque o Estado decidiu dar o ouro às grandes marcas debilitando o tecido PME do sector.


Comentar post

contacto | twitter

autores

pesquisar

 

blogues dos nossos

mais comentados

16 comentários
14 comentários
11 comentários
8 comentários

últ. comentários

OláCandidate-se a empréstimo rápido e confiável de...
Olá Pessoal, Eu concedo empréstimo de todos os tip...
Atenção: se você sabe que está pronto para se torn...
Meu nome é Patricia Martins, de Portugal, uma mãe ...
Você está ansioso para comprar para salvar a vida ...
Eu preciso de um crédito urugente entre particular...
Olá,Aviso aos meus clientes gentis, o endereço de ...
Grave e honesto em 72hVocê precisa de um empréstim...
Dia bomSe você é homem de negócios ou mulher? Se v...
Solicite um empréstimo rápido e conveniente para p...

arquivos

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

tags

todas as tags

blogs SAPO

subscrever feeds