Quarta-feira, 16 de Dezembro de 2009

Regionalização e a direita portuguesa

 

Defendo a Regionalização para Portugal, prevista pela constituição desde 1976 e nunca implementada, como forma de extinguir o eterno centralismo do Estado, responsável principal pelas assimetrias do país, sejam elas entre o Norte e a capital, o Sul e a capital ou entre o litoral e o interior (ainda mais graves).

 

Defendo a criação de 5 regiões político-administrativas: Norte, Centro, Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo e Algarve, tendo em conta as características inerentes a cada região e visando um desenvolvimento coeso e efectivo do território português. 

 

Aproveitando para citar uma opinião que li, parece-me que a direita portuguesa, em geral e a Democracia Cristã em particular, "deveria encabeçar a defesa, sem equívocos e sem reservas, da regionalização. Esta é uma inevitabilidade, e uma questão de coerência para uma doutrina que defende um Estado o menos interventivo possível, e portanto descentralizado.

 

Também seria agradável ficar na História que não foi a esquerda a paladina da regionalização em Portugal."

 

 

publicado por Luís Pedro Mateus às 23:17
link do post | comentar | favorito
6 comentários:
De Tiago Loureiro a 17 de Dezembro de 2009 às 00:14
A regionalização pode obedecer a vários modelos, cada um com as suas características (a questão do mapa é uma delas). Creio que há bons modelos e maus modelos. Logo, parece-me que ninguém é favorável à regionalização per se, mas a um determinado modelo. Confesso que não percebi completamente o teu e tenho curiosidade :)

Ah! Não me venhas dizer que é melhor uma má regionalização do que nenhuma regionalização, please...


De Luís Pedro Mateus a 17 de Dezembro de 2009 às 00:26
Não sei porque é que te parece que ninguém é favorável à regionalização, per se... Acho que se trata precisamente do contrário.

Parece existir um consenso para a regionalização, devendo consequentemente haver uma discussão acerca do modelo mais apropriado ao país.

Eu não quero uma má regionalização. Acho que para não haver uma, basta querer aprender com o que se passa "lá fora"...

"Lá fora", não conheço nenhuma (talvez até haja) má regionalização...

"Lá fora", aliás, onde há regionalização, há menos centralismo e mais desenvolvimento sustentado do país. Isso é que é claro para mim.


De Tiago Loureiro a 17 de Dezembro de 2009 às 00:34
Uma regionalização com impacto meramente administrativo que apenas promova a criação de mais lugres públicos sem uma significativa redistribuição de competências e de meios, por exemplo, parece-me ser um mau modelo. E, infelizmente, parece que é este o modelo com que o PS quer avançar...


De Luís Pedro Mateus a 17 de Dezembro de 2009 às 00:42
É para isso que existem oposições também. Para controlar ganâncias mono-partidárias.

Quanto ao problema dos possíveis lubres públicos, que os haverão sempre, em qualquer lugar onde a ética não impere (mas cabe ao eleitor julgar, ele é O soberano), para mim, é fugir um pouco à questão, que é esta:

Os países regionalizados e mais descentralizados estão mais eficientes, mais produtivos e mais desenvolvidos que nós, ou não?

É como já disse. Que se estude, se debata, se aprofunde os modelos já existentes... Não vamos descobrir pólvora nenhuma!


De Manuel Oliveira a 17 de Dezembro de 2009 às 00:37
Eu acho que más opções, modelos e decisões ninguém deseja. Mas isso é de facto o que se deve discutir neste momento.

Como já escrevi no blog, defendo 7 regiões e não 5. Não acredito na força de uma região norte com Porto e Bragança juntos, como não acredito numa região centro com Aveiro e Covilhã juntas. Devemos perceber as potencialidades distintas tanto da região litoral como da interior :)


De Ze a 17 de Dezembro de 2009 às 16:18
o problema nao é o centralismo , o problema é a falta de liberdade , o excesso de impostos e de regulacao , o abuso do estado , tanto a nivel central como municipal , fenomeno que ja se estendeu as freguesias , se voces querem derrubar isto nao vao por esse caminho , regionalisacao num país minusculo é apenas mais palhaços a decediderem pelas pessoas e nao as pessoas a decedirem por si .


Comentar post

contacto | twitter

autores

pesquisar

 

blogues dos nossos

mais comentados

16 comentários
14 comentários
11 comentários
8 comentários

últ. comentários

Solicite um empréstimo rápido e conveniente para p...
Você quer comprar um rim? ou quer vender seu rim??...
Olá Você precisa de um empréstimo, empréstimo ...
Oláoferta de empréstimo de dinheiro rápido entre p...
Olá.Não se preocupe Mais para o seu pedido de empr...
Olá Sir / SraNós oferecemos nossos serviços para p...
SOUTHWESTLOANFUNDING é uma empresa de empréstimo n...
oferta de empréstimo a qualquer um sério e respons...
Good Day Dear Loan Seeker,Do you need an urgent fi...
oferta de empréstimo entre particular, muito rápid...

arquivos

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

tags

todas as tags

blogs SAPO

subscrever feeds